André Genn de Assunção Barros

Natural do Recife, André Genn de Assunção Barros graduou-se pela Faculdade de Direito do Recife em 1982. Exerceu a advocacia trabalhista até 1987, quando ingressou no cargo de Juiz do Trabalho Substituto, mediante concurso de provas e títulos do Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região. A partir de então, atuou nas Varas do Recife, Paulista, Catende, Escada, Nazaré da Mata, Cabo, Barreiros, Garanhuns, Maceió e Caruaru.

Foi professor da Faculdade de Administração de Empresas da Fundação de Ensino Superior de Pernambuco. Em 1988, foi promovido por merecimento a juiz titular da Vara de Petrolina. De 1989 a 1993, presidiu a VT de Caruaru, e de 1993 a 2001, a 2ª de Paulista, quando foi promovido, por merecimento, a desembargador.

Participou de diversas comissões gerais e especiais do TRT6, a exemplo das de Regimento Interno, de Informatização das 1ª e 2ª Instâncias e da Área Administrativa, de Uniformização de Procedimentos, além de comissões examinadoras e organizadoras de concursos para provimento de cargos de Juiz do Trabalho Substituto do Regional pernambucano.

Exerceu os cargos de vice-presidente, de 2009 a 2011, e de presidente, de 2011 a 2013. Entre 2012 e 2014, foi conselheiro do Conselho Superior da Justiça do Trabalho, representando os TRTs do Nordeste. Presidiu a Escola Judicial de 2013 a 2015 e de 2016 a 2017. Foi membro do Conselho Consultivo da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados do Trabalho, no biênio 2013/2015.

De maio de 2014 a dezembro de 2015, atuou como desembargador convocado na 7ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho. Atualmente, preside a 4ª Turma do TRT-PE.