TRT-PE concede medalhas a personalidades que contribuem com o aperfeiçoamento da Justiça do Trabalho

Cerimônia reuniu autoridades e convidados no Teatro de Santa Isabel

Em prestigiada solenidade, na noite dessa segunda-feira (14), no palco do histórico Teatro de Santa Isabel, o Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região (TRT-PE) realizou a entrega das Medalhas Conselheiro João Alfredo Corrêa de Oliveira e Juiz Eurico de Castro Chaves Filho, condecorando notáveis personalidades que contribuem com o aperfeiçoamento da atividade social e da Justiça do Trabalho. As emblemáticas insígnias foram instituídas em 1987, por ocasião da comemoração do centenário da abolição da escravatura, que aconteceria em 13 de maio de 1988.

Orquestra de Câmara do Alto da Mina tocou “Hallelujah”, de Leonard Cohen

A abertura solene foi conduzida pelo presidente do TRT-PE, desembargador Ivan de Souza Valença Alves, ressaltando que a cerimônia é uma estimada ocasião para o Tribunal. Na sequência, regida pelo maestro Israel França, a Orquestra de Câmara do Alto da Mina fez uma sublime apresentação, tocando, entre outras peças, “Asa Branca”, de Luiz Gonzaga, “Hallelujah”, de Leonard Cohen, e “A Mina de Israel”, de autoria do próprio regente. Em seguida, o presidente Ivan Valença formalizou a assinatura dos primeiros contratos do Programa de Adolescente Aprendiz do Tribunal, com os jovens Maurício dos Santos e Ana Carolina Tavares, integrantes da orquestra.

Presidente Ivan Valença entregou a Medalha João Alfredo

Este ano, 27 pessoas foram agraciadas com a Medalha João Alfredo, além da instituição Fazenda da Esperança – projeto da Igreja Católica, que, há 35 anos, trabalha na recuperação de dependentes químicos. A Medalha Conselheiro João Alfredo Corrêa de Oliveira, categoria Mérito Judiciário, é concedida a personalidades nacionais e estrangeiras que, por suas qualidades, destacam-se no seu campo de atuação ou prestam relevantes serviços à Justiça do Trabalho. Foi instituída em 1987, pelo então presidente do TRT-PE, desembargador José Guedes Corrêa Gondim Filho, e leva o nome do político pernambucano que foi conselheiro de Estado no Brasil Império e importante figura na abolição da escravatura, signatário da Lei Áurea.

Medalha Eurico Chaves entregue pelo vice-presidente Valdir Carvalho e pela corregedora Dione Furtado

Com a Medalha Eurico Chaves, foram homenageados 14 magistrados e 64 servidores. A Medalha Juiz Eurico de Castro Chaves Filho, categoria Mérito Funcional, é concedida a magistrados e servidores que tenham prestado, no mínimo, 25 anos de serviço ao Regional, sem que haja registro de punição funcional. Foi criada em 1987, pelo desembargador José Gondim Filho, e carrega o nome do magistrado que presidiu o Tribunal nos períodos de 1946/1951, 1955/1959 e 1963/1966.

Compuseram o dispositivo de honra o presidente do TRT-PE, desembargador Ivan de Souza Valença Alves; o vice-presidente, desembargador Valdir Carvalho; a corregedora-regional, desembargadora Dione Nunes Furtado da Silva; os desembargadores Eneida Melo Correia de Araújo, André Genn de Assunção Barros, Gisane Barbosa de Araújo, Virgínia Malta Canavarro, Maria Clara Saboya Albuquerque Bernardino, Ruy Salathiel de Albuquerque e Mello Ventura, Sergio Torres Teixeira, Fábio André de Farias, Paulo Dias de Alcantara, Maria das Graças de Arruda França, José Luciano Alexo da Silva e Eduardo Pugliesi.

Também integraram a mesa o presidente do TJPE, desembargador Adalberto Melo; o procurador-geral do Estado, César Caúla Reis (representando o governador Paulo Câmara); o procurador-geral do Recife, Ricardo Correia (representando o prefeito Geraldo Julio); o corregedor do TRF5, desembargador Paulo Machado Cordeiro (representando o presidente Manoel Erhardt); o presidente do TCE-PE, Marcos Coelho Loreto; o comandante da 10ª Brigada de Infantaria Motorizada, general Carlos Pontual (representando o comandante militar do Nordeste, general Artur Moura); o presidente do TRT2, desembargador Wilson Fernandes; o procurador do MPT-PE Waldir de Andrade Bitu (representando a procuradora-chefe, Adriana Gondim); o presidente do Conselho Federal da OAB, Cláudio Lamachia; o presidente da OAB-PE, Ronnie Preus Duarte; e o presidente da AmatraVI, juiz José Adelmy Acioli. Prestigiando o evento, na plateia, estavam o ex-presidente do TRT-PE desembargador aposentado Ivanildo da Cunha Andrade, e o ex-vice-presidente desembargador aposentado Pedro Paulo Pereira Nóbrega.

 

A cerimônia foi encerrada após a interpretação do Hino de Pernambuco, com acordes de violino, pelo maestro Israel França. E, ao final, os homenageados receberam os cumprimentos dos convidados no foyer do teatro. O evento contou com o apoio da Prefeitura da Cidade do Recife, da Associação dos Servidores do TRT-PE (Astra6) e da Associação dos Aposentados e Pensionistas da Justiça do Trabalho (Appjustra).

Mais fotos do evento no Flickr do Tribunal

Texto: Fábio Nunes

Fotos: Elysangela Freitas / Paula Barreto