Virgínia Malta Canavarro

Natural do Recife-PE, Virgínia Malta Canavarro bacharelou-se em Direito pela Universidade Federal de Pernambuco em 1971. Ingressou na Justiça do Trabalho em 1973, como oficial de administração, ocupando, a partir de então, vários postos, como a direção da Secretaria das Varas do Trabalho de Palmares e de Catende, a assessoria da Presidência, a diretoria do Serviço de Acórdãos e Traslados e a Diretoria de Distribuição dos Feitos do Recife. 

Em 1980, aprovada em concurso público, assumiu o cargo de juíza do Trabalho substituta. Foi nomeada juíza titular em 1986, tendo exercido a presidência das Varas do Trabalho de Palmares, Catende, Cabo, Nazaré da Mata, 2ª e 18ª Varas do Recife. A desembargadora foi professora assistente de Direito do Trabalho da Faculdade de Direito de Olinda. Na Escola Superior de Magistratura do Estado de Pernambuco, atuou como substituta na cadeira de Direito do Trabalho. Foi coordenadora da mesma disciplina no Curso de Especialização em Medicina do Trabalho da Universidade Federal de Pernambuco e professora de Segurança e Higiene do Trabalho no curso de graduação em Hotelaria da UFPE. 

Dentre as várias condecorações recebidas, destacam-se a Medalha Mérito Judiciário Conselheiro João Alfredo Corrêa de Oliveira, Medalha Mérito Funcional Juiz Eurico de Castro Chaves Filho, Medalha Ordem do Mérito do Instituto dos Docentes do Magistério Militar – IDMM e Medalha Mérito Moacir Baracho. Em 2002, foi promovida à 2ª instância do TRT6, pelo critério de antiguidade. A desembargadora foi corregedora do Regional (2013/2015) e vice-presidente no biênio 2015/2017.