Corregedor-Geral do TST conhece projetos sociais em Recife e Olinda

Nessa quarta-feira (23), o corregedor-geral do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro Lelio Bentes, e o presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região (TRT-PE), desembargador Ivan Valença, visitaram o Centro de Educação Comunitária e Social do Nordeste (Cecosne), no Recife, e a sede da Orquestra de Câmara Alto da Mina, em Olinda.

Pessoas na sala posando para foto

Pela manhã, os magistrados conheceram as instalações da Fundação Cecosne, no bairro da Madalena, que oferece atividades culturais, artísticas e esportivas, além de cursos profissionalizantes a pessoas das comunidades carentes locais. Entre os projetos desenvolvidos, estão o Costura Cidadã, ação que transforma mulheres de baixa renda em costureiras, desenvolvido pela ONG Moradia e Cidadania, parceira do Tribunal no processo de reciclagem de papéis e resíduos eletroeletrônicos disponibilizados pelo Regional, e que utiliza os recursos obtidos com esse processo nas suas ações sociais.

Os magistrados também conferiram os projetos Juventude e Cidadania, com capacitação na área de auxiliar de cozinha, garçom, padaria, pastelaria cabelereiro, camareira e balconista, e o Criança e Vida, com oficinas pedagógicas de informática, educação ambiental, música, reciclagem e idiomas. Acompanharam a visita o presidente da Comissão de Responsabilidade Socioambiental do TRT-PE, Renatto Pinto, e a chefe do Setor de Gestão Socioambiental, Adriana Freire.

Crianças tocando instrumentos musicais

À tarde, o corregedor-geral, Lelio Bentes, o presidente Ivan Valença e o vice-presidente Valdir Carvalho, acompanhados pelos desembargadores Maria Clara Saboya e Eduardo Pugliesi, e pelo secretário-geral, Sérgio Mello, estiveram na sede da Orquestra Alto da Mina, projeto apoiado, desde 2017, pelo TRT-PE. A sinfônica é uma iniciativa da Igreja Batista e do maestro Israel de França, que usa a música como agente de transformação social, atendendo cerca de 50 crianças e adolescentes da comunidade carente, no bairro dos Bultrins. Na ocasião, os jovens se apresentaram impecavelmente, tocando clássicos instrumentais e emocionando os magistrados presentes.

O maestro Israel França, regente da Orquestra, que enfrentou uma realidade de pobreza semelhante à das crianças às quais hoje ensina, explicou que procura retribuir a mesma oportunidade que teve anos atrás, ao ser apresentado ao mundo da música. As aulas, gratuitas, acontecem diariamente, para jovens com idades entre sete e 18 anos, que aprendem a tocar violoncelo, violino, viola e instrumentos de percussão, além de lições de canto. Em 2018, dentro do Programa Adolescente Aprendiz do TRT-PE, dois integrantes da orquestra foram selecionados, capacitados e hoje atuam na função de auxiliar administrativo no Regional.

Nesta quinta-feira (24), à tarde, o ministro se reúne com os dirigentes e desembargadores do Tribunal. E, na sexta-feira (25), acontece uma coletiva de imprensa, a partir das 9h, na Sala de Sessões do Pleno, no edifício-sede (Cais do Apolo, 739, Bairro do Recife). Em seguida, no mesmo local, será realizada a sessão de encerramento da correição.

Confira mais imagens.

Texto: Fábio Nunes

Fotos: Elysangela Freitas