PROFESSOR BÉDA EXPLICA REGULAMENTAÇÃO DO TRABALHO EM ALTURA

Professor Béda Barkokébas defende planejamento e prevenção para garantir ambiente do trabalho seguro

Na tarde da quinta-feira (29/11), o professor da UPE, especialista em segurança do trabalho, Béda Barkokébas, apresentou no auditório da Celpe, no Recife, as novidades introduzidas pela NR 35, que regulamenta os procedimentos de segurança para o trabalho em altura, dando continuidade à programação de seminários da Semana do Trabalho Seguro. O professor Béda destacou que Segurança do Trabalho é uma técnica, não é uma questão de palpite ou de “eu acho”. Dando um exemplo da própria construção civil, o professor chamou a atenção para o fato de que quando se vai fazer um simples traço de cimento se obedece a toda uma ordem de procedimentos. “Os materiais não são dispostos em uma ordem qualquer, nem em qualquer quantidade, tudo é medido e calculado. Por que se improvisa quando o assunto é prevenção de acidentes?”, perguntou. “Do mesmo jeito que eu calculo uma viga, eu calculo o Equipamento de Proteção”, comparou.

Béda Barkokébas discutiu a essência da Norma Regulamentadora (NR) 35, que “estabelece os requisitos mínimos e as medidas de proteção para o trabalho em altura, envolvendo o planejamento, a organização e a execução, de forma a garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores envolvidos direta ou indiretamente com esta atividade”. A NR define trabalho em altura “toda atividade executada acima de 2,00 m (dois metros) do nível inferior, onde haja risco de queda”.

Juiz Hugo Melo dirigiu debate no formato talk show

Na palestra o professor apresentou um dado surpreendente ao afirmar que 96% dos acidentes poderiam ser evitados com estudo, já que todo acidente é multicausal e que a cada 300 incidentes vai acontecer um acidente grave. Por isso os profissionais envolvidos recebem “avisos” do ambiente, de modo que podem se antecipar às ocorrências e evitá-las. “O bom empresário não paga insalubridade, não porque descumpra a lei, mas porque elimina os riscos no ambiente do trabalho, conceito amplo de ergonomia”, acrescentou.

Após a exposição, as desembargadoras Valéria Gondim e Dinah Figueirêdo agradeceram a participação do professor Béda e o presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região, desembargador André Genn, agradeceu às gestoras regionais do Programa Nacional de Prevenção de Acidentes do Trabalho, o empenho e a dedicação com que vêm realizando as ações destinadas à prevenção de acidentes nos ambientais laborais, estendendo os agradecimentos a toda a equipe do Regional ligada ao Programa e particularmente à Semana do Trabalho Seguro. “Quem salva uma vida salva o mundo”, disse, utilizando a máxima hebraica.

Em seguida o desembargador André Genn fez a entrega da placa concedida pelo Getrin6 e pelo TRT6 ao professor Béda Barkokébas, como reconhecimento à colaboração do palestrante com a Semana do Trabalho Seguro. O evento continuou com a realização de um talk show, dirigido pelo juiz do trabalho Hugo Melo e do qual participaram o procurador da AGU Hudson Pinheiro, a auditora fiscal do Ministério do Trabalho e Emprego Simone Holmes, o procurador do trabalho Leonardo Mendonça, e o chefe da Fundacentro, Maurício Viana. Na atividade foram aprofundados os temas apresentados na palestra.

Desembargador André Genn entrega placa de homenagem ao professor Béda