Selo 100% PJe
  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • Galeria de fotos
  • Issuu
  • SoundCloud
  • Youtube

DEFICIENTES AUDITIVOS INICIAM DIGITALIZAÇÃO DE PROCESSOS NO TRT6

Profissionais vinculados à Associação de Surdos de Pernambuco (ASSPE) iniciaram nesta terça (18), no TRT6, o trabalho de digitalização de processos que seguem em grau de recurso para o Tribunal Superior do Trabalho (TST). A contratação de trabalhadores com deficiência auditiva pelo TRT6 é fruto de uma iniciativa pioneira no Judiciário pernambucano e terá a duração de um ano. Vinte digitadores e um supervisor estão trabalhando no edifício-sede deste Regional com a missão de digitalizar cerca de quatro mil processos, com média de 2,5 volumes, equivalendo a uma quantidade estimada de dois milhões de páginas. Os contratados cumprirão uma jornada de seis horas diárias, recebendo mensalmente um salário mínimo. No caso da vaga destinada ao supervisor, a remuneração mensal é de R$ 980,00 para oito horas diárias de trabalho.