TRT6 JULGA DISSÍDIOS COLETIVOS DE SUAPE NA PRÓXIMA TERÇA, 29

O presidente do TRT6, desembargador André Genn, com a participação da Procuradoria Regional do Trabalho – representada pelo procurador-chefe Fábio André de Farias e pelo procurador Valdir Bitu –, presidiu, na manhã de ontem (24), sessão de instrução de dois dissídios coletivos correlatos, relativos a trabalhadores do Complexo Portuário Industrial de Suape. Um deles entre o Consórcio RNESTE/CONEST e o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção de Estradas, Pavimentação e Obras de Terraplenagem em Geral no Estado de Pernambuco – SINTEPAV/PE e o outro entre o SINTEPAV/PE e o Sindicato Nacional da Indústria de Construção (SINICON). Presentes à mesa de negociação os advogados das partes e o relator dos dissídios coletivos em questão, o juiz Agenor Martins Pereira, atualmente atuando como convocado na 2ª instância. Embora alguns pontos tenham sido excluídos da apreciação do Tribunal, por ter havido negociação coletiva, há pontos a serem apreciados: elevação para 100% no percentual do adicional de horas extras do sábado, abono dos dias de greve, elevação do valor do auxílio-alimentação de R$ 80,00 para R$ 160,00. O julgamento ficou marcado para a próxima terça, dia 29 de março, às 9 horas.