Selo 100% PJe

SEDE E ESTÁDIO DO NÁUTICO VÃO A LEILÃO

O estádio e a sede social do Clube Náutico Capibaribe irão a leilão no próximo dia 15 de junho quando será encerrada a Semana Nacional de Execução Trabalhista. Desde 2008 que o ex-jogador Josenildo Caetano da Silva, conhecido como Nildo, ingressou na 14ª Vara Trabalhista do Recife, com um processo que recebeu o número 794/2008-7, solicitando o pagamento de valores a ele devidos pelo clube. O processo chegou à fase de execução sem que tenha sido possível um acordo entre o meio campista e a direção do Náutico.

A dívida original era de cerca de R$ 174 mil. Este valor foi atualizado pela Justiça do Trabalho no dia 23 de abril deste ano, sendo fixado em R$ 279.592,99. Por outro lado, o valor do imóvel foi calculado em R$ 60 milhões. Caso seja arrematado e existam outras dívidas trabalhistas do clube a serem quitadas, já em fase de execução, elas poderão ser descontadas do valor arrecadado, juntamente ao que é devido ao ex-jogador, sendo o restante devolvido ao clube. Para que outros débitos sejam pagos com o dinheiro obtido com o leilão, os respectivos advogados devem se habilitar para isso.

Há dois caminhos para evitar que o bem imobiliário seja levado a hasta pública: a realização de um acordo entre as partes ou a indicação, por parte da diretoria do Náutico, de outro bem de propriedade do clube para ser leiloado.

No último dia 29 de maio, o advogado do Clube Náutico Capibaribe ingressou com uma petição solicitando a reavaliação do imóvel, mas a juíza da 14ª Vara manteve o leilão do estádio do Náutico.

O imóvel que está prestes a ir a leilão no próximo dia 15, localizado na avenida Rosa e Silva, engloba o edifício-sede do clube, composto de três pavimentos, lanchonete, bar, lavanderia, o estádio de futebol, sala médica, piscina térmica, parque infantil, quadra de basquete e parque aquático com posto de piscina olímpica.