Selo 100% PJe
  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • Galeria de fotos
  • Issuu
  • SoundCloud
  • Youtube

EJ-TRT6 PREMIADA NO 3º CONGRESSO DE EDUCAÇÃO DO JUDICIÁRIO

Foto: Escola Judicial

A Escola Judicial do TRT pernambucano recebeu dois prêmios entregues no 3º Congresso Brasileiro de Educação Corporativa do Judiciário (Conecjus 2013), encontro realizado na semana passada (dias 5 e 6 de dezembro), no auditório da Escola Judicial do TRT da 2ª Região – Fórum Trabalhista Ruy Barbosa, em São Paulo. O evento foi realizado em parceria entre a Ejud2, o Conselho Nacional das Escolas de Magistratura do Trabalho (Conematra) e o Fórum Brasileiro de Educação Corporativa do Judiciário (FECJUS).

Participaram da mesa de abertura os desembargadores Carlos Roberto Husek, diretor da Ejud2, e James Magno Araújo Farias, do TRT da 16ª Região (MA) e presidente do Conematra. O desembargador diretor da Ejud2 disse, em nome do TRT2, ficar muito feliz em receber o 3º Congresso, já que o tema, educação corporativa, leva a um envolvimento com a educação moderna, “que não é a clássica ou meramente técnica, mas objetiva, que dá uma visão global do mundo e da inserção (de cada estudante) nele”.

Em seguida, o desembargador James Magno agradeceu a acolhida, e exaltou o evento, “que reúne as escolas judiciais para que possam apresentar e compartilhar suas práticas, para aperfeiçoá-las”. A servidora Rosely Belo Ribeiro Vieira encerrou a abertura, lembrando que o planejamento estratégico das escolas tomou forma a partir de 2009, mas que elas “caminharam a passos largos desde então, mas há ainda muito a percorrer”.

APRESENTAÇÃO DE CASOS – Algumas iniciativas de Regionais de todo o país foram apresentadas. Coube ao juiz Agenor Martins Pereira, coordenador-geral da Escola Judicial do TRT da 6ª Região, discorrer sobre a experiência do Módulo Concentrado de Aperfeiçoamento de Magistrados, implementado há cinco anos na Justiça do Trabalho em Pernambuco, para a formação continuada de seus magistrados, tentando compatibilizar as atividades judicantes e o aperfeiçoamento técnico periódico.

O magistrado destacou que é alcançada uma frequência média de 60% de participação nesses módulos, e pontuou sua importância, uma vez que “o juiz do trabalho, talvez mais que os de outros segmentos da magistratura, precisa de uma visão multidisciplinar, tendo uma perspectiva de várias áreas do conhecimento, para poder desenvolver suas atividades”.

Concluiu falando de alternativas para maximizar a participação dos magistrados, como cursos mistos que, além de ações presenciais, utiliza ferramentas de ensino em EaD, com atividades complementares e avaliativas. O desembargador Carlos Roberto Husek destacou que o módulo concentrado de aperfeiçoamento tem moldes semelhantes à Semana Institucional do TRT2 – já programada para 2014.

A secretária-executiva da EJ-TRT6, Verônica Tavares Cavalcanti, apresentou a “Capacitação no formato blended (presencial e EAD) no uso do Processo Judicial Eletrônico (PJe-JT) no 1º Grau” – experiência desenvolvida nas 23 Varas Trabalhistas do Fórum do Recife.

No final do encontro, a Escola Judicial pernambucana foi agraciada pelo Prêmio Nacional Educação Corporativa do Judiciário (PECJUS 2013)  nas categorias de Formação de Magistrados e de Educação a Distância.