Selo 100% PJe
  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • Galeria de fotos
  • Issuu
  • SoundCloud
  • Youtube

GETRIN6 DISCUTE SEGURANÇA DO TRABALHO EM PETROLINA

 
A fisioterapeuta Susana Bastos desenvolveu estudos sobre o índice de hipertensão arterial no TRT-PE
 
 
Em continuidade à programação da Semana do Trabalho Seguro, nesta quinta-feira (24), o desembargador do Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região (TRT-PE) Fábio Farias, representando o Getrin6, e profissionais do Núcleo de Saúde do TRT-PE debateram na cidade de Petrolina aspectos relacionados ao ambiente do trabalho seguro, com foco no serviço público. 
 
Ao abrir o evento, que aconteceu no auditório da Justiça Federal, falando aos servidores das três varas trabalhistas do município, o desembargador Fábio Farias chamou a atenção para o fato de que os acidentes laborais e as doenças que decorrem de atividades profissionais no serviço público não entram nas estatísticas, que dão conta apenas da iniciativa privada. 
 
O desembargador também comentou os dados sobre acidentes originados nas atividades laborais, que são alarmantes. Entre 1970 e 2010, no Brasil registraram-se 34 milhões de acidentes. Também é grandiosa a cifra que a Previdência Social gasta com auxílio para os trabalhadores acidentados, chegando a 17 bilhões de reais no ano de 2011. 
 
A fisioterapeuta do TRT-PE, Susana Bastos, ministrou a palestra “Perfil de hipertensão arterial dentro do TRT6 – Uma proposta de intervenção”. O trabalho, elaborado pela fisioterapeuta como requisito para conclusão de curso de pós-graduação na Fiocruz, investiga as ocorrências de hipertensão em servidores do Regional. Dos 290 servidores avaliados no estudo, de outubro de 2012 a outubro de 2013, nas varas do trabalho do Recife, Agreste e Sertão, 57 deles, ou 19,66%, apresentam perfil de hipertenso. Os números estão no limite da média mundial, em que os grupos populacionais registram de 15% a 20% de indivíduos com hipertensão. 
 
Dos servidores analisados no TRT-PE, 57,54% são sedentários e acima do peso, e 15% são etilistas. 
 
Susana Bastos alertou os presentes para os conhecidos fatores responsáveis pela hipertensão, tais como obesidade, tabagismo, bebida alcoólica, sedentarismo, dieta rica em gordura, sal e estresse. “Muitas das causas da hipertensão podem ser combatidas, com a adoção de dieta saudável, prática de atividade física e controle do estresse”, afirma a especialista em Gestão em Saúde, Fiocruz. “O estresse é inevitável, mas é adaptativo”, completa. 
 
Após a palestra, a fisioterapeuta realizou com os participantes uma série de exercícios para ginástica laboral, inspirados na técnica chinesa denominada Lian Gong, que procura prevenir e tratar dores no corpo. 
 
A ideia é de que o PCMSO do TRT-PE, que foi das primeiras entidades públicas a implantar programa dessa natureza, possa realizar intervenções específicas a partir da realidade diagnosticada por Susana Bastos com o estudo sobre hipertensão. 
 
Odontóloga do trabalho, Ana Cláudia Melo abordou a relação entre saúde bucal e qualidade de vida
 
Odontóloga do TRT-PE, Ana Cláudia Melo discutiu a necessidade de que a Odontologia do Trabalho passe a integrar efetivamente o conjunto de especialidades médicas que cuidam da saúde do trabalho. Com a palestra, Saúde Bucal x Qualidade de Vida, destacou que esse ramo da odontologia busca uma visão de conjunto da saúde da pessoa. “Visa à compatibilidade entre atividade laboral e saúde bocal”, concluiu. 
 
A programação continua nesta sexta-feira, com as palestras “Envelhecimento Funcional”, a ser ministrada pela enfermeira do TRT-PE Rejane Santana, e ‘Assédio Moral no Serviço Público”, a cargo do assistente social do Regional, Renatto Pinto.