Selo 100% PJe

Escola Judicial do TRT-PE dá início a mais uma edição da Jornada Institucional

A vice-presidente, desa. Dione Furtado, elogiou iniciativas da EJ

Dando início às atividades de 2020, a Escola Judicial (EJ6) do Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região realiza, entre os dias 13 e 17 de janeiro, mais uma edição da Jornada Institucional – formação voltada para juízes e desembargadores do TRT-PE. A capacitação, em sua 4ª edição, acontece no auditório da nova sede da Escola, no Espinheiro.

Abrindo o evento, a vice-presidente do TRT-PE, desembargadora Dione Nunes Furtado (no exercício da Presidência), parabenizou o empenho nas iniciativas da EJ e agradeceu aos palestrantes por compartilharem os saberes, ressaltando aos magistrados que a busca pelo conhecimento deve ser contínua, pois eles tomam decisões que acabam afetando toda sociedade. Fazendo uso da palavra, o diretor da Escola, desembargador Ivan de Souza Valença Alves, destacou que os temas escolhidos para esta edição da Jornada estão todos alinhados com os eixos propostos pela Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados do Trabalho (Enamat): eticidade; alteridade; resolução de conflitos; e direito e sociedade.

A mesa de honra foi composta pela vice-presidente do TRT-PE, desembargadora Dione Nunes Furtado (no exercício da Presidência); pelo diretor da EJ6, desembargador Ivan de Souza Valença Alves; pela vice-diretora da Escola, desembargadora Eneida Melo Correia de Araújo; pela presidente da Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho (AmatraVI), juíza Laura Botelho; e pela procuradora-chefe do Ministério Público do Trabalho (MPT-PE), Ana Carolina Lima Vieira Ribemboim. Também estavam presentes os desembargadores Gisane Barbosa de Araújo, Sergio Torres Teixeira e Milton Gouveia da Silva Filho, além do coordenador da EJ6, juiz Rodrigo Samico.

Diferença entre danos existencial e moral foi explicada pelo des. Sebastião Oliveira

Abertura – Como primeira atividade do encontro, os magistrados prestigiaram a palestra inaugural “Qual é a diferença entre dano existencial e dano moral após a reforma trabalhista”, ministrada pelo desembargador do TRT3(MG), Sebastião Geraldo de Oliveira. Na sequencia, dentro do curso 1 (Perícia e Segurança do Trabalho), ocorreram as explanações com o engenheiro perito Ronaldo Borin e com o professor do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE) Fabricio Varejão, que falaram sobre “Desnecessidade, Quesitação, Especificidades das NR’s e Diálogos do Juiz com o Perito”.

A Jornada continua na parte da tarde, com o juiz do TRT-PE Leandro Fernandez abordando o tema “Lei do Abuso de Autoridade”. E, juntamente com a juíza do TRT21(RN) Simone Jalil, encerrando as atividades deste primeiro dia, o juiz Leandro conduzirá a oficina sobre perícias.

Veja mais fotos da Jornada.

Matéria de teor meramente informativo, sendo permitida sua reprodução mediante citação da fonte.

Divisão de Comunicação Social

Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região (TRT-PE)

(81) 3225-3216 / imprensa@trt6.jus.br

Texto: Fábio Nunes

Fotos: Elysangela Freitas