Selo 100% PJe

Programa Jovem Aprendiz do TRT6 é ampliado

 Jovem Aprendiz 

Já está em andamento a capacitação de mais nove jovens e adolescentes integrantes do Programa Jovem Aprendiz do Tribunal Regional do Trabalho da Sexta Região (TRT6). Com essa nova turma, serão ao todo 16 estudantes participando do projeto, que tem como um dos objetivos proporcionar a formação técnico-profissional voltada para o ingresso no mercado de trabalho.
 
O Jovem Aprendiz no TRT6 começou em 2018 com uma dupla de participantes. Já em 2019, esse número pulou para sete e, em outubro deste ano, quando termina a parte teórica na Escola Dom Bosco, chegará então a dezesseis estudantes beneficiados/as e desenvolvendo atividades de assistência administrativa no Tribunal. O desembargador Paulo Alcantara, gestor regional do Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estímulo à Aprendizagem (PRCTIEA), acredita que no Jovem Aprendiz há um equilíbrio necessário. “Eles estão aqui conosco aprendendo e há uma divisão do tempo que permite que eles assistam aula, estudem e se divirtam”.

Já quem está na rotina dos jovens lembra que os ganhos não são apenas para os estudantes. Vinícius Sobreira, coordenador de Licitações e Contratos (CLC), setor que acolhe um participante do Programa, fala sobre o adolescente: “Ele é orientado de perto pelo servidor Raimundo Nonato. É um menino muito educado, interessado e que está aproveitando ao máximo a experiência no Tribunal. Poder contribuir para formação dele é motivo de orgulho e grande alegria para todos nós que fazemos a CLC.”

Frei Rinaldo, que participa da vida de muitos/as jovens da comunidade do Pilar, fala dos diversos aspectos beneficiados no futuro de cada um/uma. “O impacto é bem direto. Tem a questão da valorização da autoestima, a abertura de um novo horizonte de esperança para quem vem de situação de vulnerabilidade e a inserção em um contexto em que é possível se enxergar vivendo de modo diferente pela via da educação e do trabalho.” Ele finaliza dizendo ainda que a mudança atinge toda a família. “Algumas já melhoraram o lugar de moradia com a ajuda do/da jovem ou adolescente que passou a contribuir com as contas de casa com o dinheiro ganho no projeto.”

Confira a íntegra do Ato 342/2020 sobre o Jovem Aprendiz.
 

Matéria de teor meramente informativo, sendo permitida sua reprodução mediante citação da fonte.
Divisão de Comunicação Social
Tribunal Regional do Trabalho da Sexta Região (TRT-PE)
(81) 3225-3216
imprensa@trt6.jus.br
Texto: Léo machado / Imagem: Arquivo