Selo 100% PJe

TRT6 visita cooperativa habilitada para coleta seletiva

Equipe do TRT6 e da cooperativa posam dentro do galpão da cooperativa

Na manhã dessa terça-feira (28), grupo de servidores/as do Tribunal Regional do Trabalho da Sexta Região (TRT6) foi à Jaboatão dos Guararapes visitar a Cooperativa de Beneficiamento de Materiais Recicláveis dos Catadores de Curcurana (Coopmare). A cooperativa é uma das três que assinou termo de compromisso com o Tribunal e fará  a coleta de resíduos recicláveis nas unidades do TRT6 da capital e Região Metropolitana do Recife. 

"O intuito da visita foi conhecer a estrutura e as instalações da Coopmare, ver os sistemas, possibilidades, os materiais que aceitam, os procedimentos, modo de processamento. Enfim, as condições gerais da cooperativa”, explicou Adriana Freire, chefe do Setor de Gestão Socioambiental. 

Ela se mostrou muito otimista com a parceira e considerou que a Curcurana “é uma semente para outras cooperativas por causa da dinâmica, do funcionamento e da administração do trabalho que elas desenvolvem. Elas são capacitadas e têm toda uma perspectiva de mudança de paradigmas”, disse, enaltecendo ainda o fato da cooperativa ser gerenciada por mulheres.

A servidora estava acompanhada do coordenador da Coordenadoria de Engenharia de Manutenção (CEMA), Benuval Figueira, e do chefe da Seção de Bens de Consumo, Eudes Angelo. Os dois setores são responsáveis por áreas demandantes de resíduos que precisam de um descarte mais específico e, por isso, a importância deles na visita.

Para Lucineide Travassos, presidente da cooperativa Curcurana, a oportunidade vai ajudar bastante o meio ambiente e também o aspecto social. “Com essa parceria, vamos ampliar o nosso volume. Isso melhora a vida de cooperados e cooperadas, mas também permite colocarmos mais catadores e catadoras, melhorando a qualidade de vida de muita gente.”

Termo de compromisso

Em sessão pública realizada no último dia 20 de agosto, foi concluída a habilitação de três cooperativas de catadores/as para a realização de coleta de resíduos recicláveis nas unidades do TRT6 da capital e Região Metropolitana do Recife. O termo de compromisso foi assinado pelas cooperativas Curcurana, Coocares e Coocencipe e terá vigência de 24 meses, de modo que cada entidade ficará responsável pela coleta dos resíduos durante 8 meses.

Para a habilitação e continuidade da prestação de serviços, exige-se que as cooperativas comprovem a destinação correta dos materiais arrecadados no TRT6, isto é, o direcionamento para reciclagem ou reaproveitamento. Além disso, é necessária a prestação de contas comprovando que o valor recebido pelos resíduos é rateado entre os/as trabalhadores/as associados/as. A iniciativa irá beneficiar diretamente 65 catadores/as cooperados/as.

Coleta no TRT6

O Regional possui coleta seletiva de papel, plástico, vidro, metal e de equipamentos eletrônicos e mídias digitais obsoletos. Há pontos de arrecadação no prédio-sede, no edifício da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação (no bairro de Afogados) e nos Fóruns Trabalhistas de Recife, Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Paulista e Igarassu. O TRT6 também mantém parceria com o Sindicato do Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios do Recife (Sindvarejista) para a reciclagem de pilhas e baterias e com a empresa Asa para a reciclagem de óleo de cozinha usado.

Confira mais imagens da visita.

---

Matéria de teor meramente informativo, sendo permitida sua reprodução mediante citação da fonte.
Tribunal Regional do Trabalho da Sexta Região (TRT6)
Divisão de Comunicação Social
imprensa@trt6.jus.br
Texto: Léo machado / Fotos: Elysângela Freita