Equipe de digitalizadores inicia as atividades no Fórum da Imbiribeira

Contratada do Centro Suvag digitaliza processos físicos

Os digitalizadores do Centro Suvag de Pernambuco começaram a atuar no Fórum Advogado José Barbosa de Araújo nessa segunda-feira (02), no primeiro andar do edifício, próximo à sala da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Ao todo, são oito pessoas com deficiência auditiva que atuam para converter os processos físicos em fase de execução para uma versão digital, inserindo-os no Cadastro de Liquidação e Execução Trabalhista (CLE). A equipe também conta com uma supervisora.

Anteriormente, o serviço era prestado no prédio-sede do Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região (TRT-PE), no Cais do Apolo, local onde funcionou provisoriamente uma parte da Central de Execuções do Recife. Com a inauguração do Fórum da Imbiribeira, os processos físicos de execução retornaram para as varas da capital, de modo que também foi necessária a transferência dos digitalizadores. Apenas duas pessoas continuam na sede, escaneando os documentos da Seção de Recursos.

Desde 2001, o TRT-PE firma contrato com entidades sem fins lucrativos que têm por intuito promover a capacitação e inserção no mercado de trabalho de profissionais com deficiência.

CLE: Os autos físicos de ações trabalhistas destinadas a execuções definitivas passaram a ter seus documentos essenciais escaneados e incluídos no o módulo de Cadastramento da Liquidação e Execução, disponível no Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho (PJe-JT), a fim de uniformizar os procedimentos nas Varas do Trabalho e otimizar o trabalho de magistrados e servidores. A normativa está regulamentada no  Ato Conjunto 8/2015 .

Notícias relacionadas:

Processos físicos serão inseridos no Cadastramento de Liquidação e Execução do PJe-JT

TRT-PE é homenageado por inclusão social

Modelo de inclusão social de surdos do TRT-PE será homenageado no Palácio José Mariano

Texto: Helen Falcão

Foto: Elysangela Freitas