Selo 100% PJe

Advogada Débora Fontes: "escolhida pelo Direito do Trabalho" 

Débora Fontes abriu escritório com outros jovens advogados 

A advogada Débora Fontes não esquece as dificuldades que enfrentou em seu percurso. Na época de estudante, precisava concentrar as aulas em dois turnos nos mesmos dias porque o VEM (cartão de passe estudantil) não lhe permitia pagar a quantidade de passagem dos ônibus que precisaria pegar durante a semana inteira. Recolhia no lixo livros descartados por algumas instituições e baixava cópias livres na internet. Para se manter, vendia perfumes e trabalhava numa pequena escola. Chegou mesmo a pensar em abandonar a faculdade. Por isso, comemora as conquistas que já conseguiu. 

Em associação, criou e mantém um escritório de advocacia: o Cordeiro, Ribeiro e Vasconcelos, que atende questões trabalhistas, cíveis e previdenciárias. Também integra o escritório de atuação nacional Nelson Willians. 

Débora afirma que não foi ela quem fez opção pelo Direito do Trabalho. “O Direito do Trabalho foi que me escolheu”, conta. A escolha se deu quando apresentada à matéria pela professora Juliana Cruz, que anunciou: “Vou transformar todos vocês em advogados trabalhistas”. Encantada, a estudante tornou-se logo monitora e cumpria com prazer a missão, apesar de morar em Maranguape, bairro de Paulista, estudar na Abdias de Carvalho, zona Oeste do Recife, e atuar na monitoria em Boa Viagem, zona Sul da cidade. 

Nesta quinta-feira (8), leia detalhes da história de Jaqueline Fraga, jornalista e escritora que chegou à final do prêmio Jabuti.  

Acompanhe as matérias anteriores. 

Ex-estagiárias do TRT-PE trilham carreiras de reconhecimento


Do estágio ao êxito nas carreiras – como duas estudantes se tornam profissionais respeitadas
 

Matéria de teor meramente informativo, sendo permitida sua reprodução mediante citação da fonte.
Divisão de Comunicação Social
Tribunal Regional do Trabalho da Sexta Região (TRT-PE)
imprensa@trt6.jus.br
Texto: Eugenio Jerônimo / Foto: Cortesia